Atingindo a maioridade


L
evei um tempo para postar sobre meu aniversário de 18 anos. Digamos, uns 6 meses. Foi mesmo difícil ter de aguentar todos os comentários clichês do tipo: "Cuidado, agora você pode ser presa" ou "agora você pode ir pro motel" ou "beber até cair", justamente porque a responsabilidade vai ser somente sua, juntamente com a pressão dos pais e da sociedade.

Geralmente, a cada aniversário, eu realmente espero que algo de bom aconteça. Ou, pelo menos, espero que nada piore. Pressionada pela minha própria consciência, eu escrevo cartas pra mim mesma. Eu sei, é meio brega, mas dá pra tirar uma média dos meus objetivos presentes, das minhas expetativas pro futuro (que são sempre mutáveis), e do que eu tenho feito até agora. É basicamente como escrever um diário, no qual, num futuro próximo, a gente sempre espera ler a carta com um sorriso bobo e pensar nas coisas que se passaram: ou pelo fato de as coisas que queríamos na época fossem incrivelmente tolas, ou por vê-las se tornarem realidade ou mesmo por tê-las visto realizadas de uma forma inimaginável e surpreendente.

Voltando ao assunto maioridade é meio difícil mesmo. Quer dizer, crescer. No geral, sempre fui bastante responsável, nunca decepcionei meus pais ou tomei qualquer atitude precipitada que me fizesse quebrar a cara depois. Muitos adolescentes hoje em dia se fodem (desculpem, não existe termo mais apropriado pra essa situação) demais por besteira. Sei lá. Talvez eu seja muito idiota de não aproveitar a vida do jeito que todo mundo faz.  Ou talvez não. 

Foto: {1}

0 comentários:

Postar um comentário

- Todos comentários são lidos e moderados, então relaxa e não se sinta ignorado se eu não responder;
- Comentários ofensivos não serão aceitos;
- Se precisar resposta com urgência entre em Contato ou deixe o link com seu Twitter/ Facebook;